Paróquia

Santuário Arquidiocesano São Francisco de Assis

07h
- Santa Missa

10h30
- Santa Missa
18h
- Santa Missa
Todo dia 4

18h - Bênção dos animais

19h - Missa Votiva em honra a São Francisco de Assis

(poderá ocorrer alterações na programação quando a data coincidir com sábados, domingos e feriados)

Você está em:

A Capela São Francisco de Assis, localizada na Pampulha, em Belo Horizonte, é um espaço privilegiado para quem busca nutrir sua espiritualidade. Anualmente, milhares de devotos comparecem, no dia 4 de outubro, à festa do Padroeiro. Este é um momento ímpar de demonstração de fé. São pessoas de todas as idades, que buscam, sem desanimar, o encontro pessoal com Deus.

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha, composto pela Casa do Baile, Museu de Arte da Pampulha, edifício do antigo Cassino, Iate clube, Casa JK e a Capela São Francisco de Assis, foi construído nos primeiros anos da década de 40. Concebida pelo arquiteto Oscar Niemeyer, por encomenda do então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitscheck, foi a primeira Igreja modernista da arquitetura brasileira.

Construída de 1943 a 1945, a Igreja teve sua ornamentação concluída em 1957. Foi entregue ao culto religioso em 1959, quando ocorreu sua doação, pela Prefeitura da Capital, à Arquidiocese de Belo Horizonte. Foi tombada em 1947, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Em 2016, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, que já era extrema importância para a história do país, ganha mais um novo sentido cultural, quando recebe a titulação de Patrimônio da Humanidade. A decisão foi tomada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) em Istambul, na Turquia.

Com o recebimento do título de Patrimônio Cultural da Humanidade, a Capela precisou passar por obras de intervenção e restauração. No dia 19 de novembro de 2017 foi fechada para obras estruturais, manutenções e reparação e restauração. Os quadros que retratam a via sacra, pintados por Portinari, foram retirados da Capela e passaram por um restauro minucioso.

No dia 4 outubro de 2019, no dia de São Francisco, a Capela foi reinaugurada e desde então se mantém aberta atribuindo tanto os valores tradicionais religiosos, quanto os valores resinificados por seu caráter cultural.